fbpx

O exame de toque retal é importante? Com os atuais exames, como o PSA, é possível dispensar esse tipo de exame para investigação do câncer de próstata?

Em caso de suspeita de câncer de próstata, o médico realizará o exame físico, incluindo o exame de toque retal. Este exame é realizado para poder saber a consistência da próstata, seu tamanho e se existem lesões palpáveis através do reto na glândula. O exame de toque também é utilizado em conjunto com o PSA (antígeno prostático específico) para determinar a suspeita de câncer de próstata.

Mesmo com os atuais exames, a resposta é não – o PSA não substitui o toque retal, pois são exames que se complementam. Tanto o toque retal quanto a ultrassonografia pela via transretal ainda são exames importantes na investigação do câncer de próstata.

O exame de toque retal é desconfortável, mas é rápido e não provoca dor. É um exame menos eficaz que o PSA, mas em mãos experientes pode detectar o câncer em homens com níveis de PSA normais, razão pela qual é realizado no rastreamento do câncer.

O exame de toque retal também é utilizado para determinar se o tumor pode vir a disseminar para os tecidos vizinhos, e para detectar recidivas após o tratamento.

Comments are closed.